Assinatura RSS

Arquivo do mês: agosto 2011

Risoto de Cogumelos e Alho Poró

Publicado em

Até este final de semana o Risoto era quase um mito para mim!

Apesar de ser um prato bastante conhecido e apreciado, eu não havia me interessado em fazer, até que neste final de semana o namorado decidiu que quem iria pilotar o fogão seria ele e eu iria, no máximo, fatiar alguma coisa aqui e alí!

Lá fomos nós caçar uma receita que fosse interessante e vegetariana para colocarmos em prática, mas no fim das contas apenas nos inspiramos e acabamos criando o prato com a nossa cara.

A receita que nos inspirou vocês conferem no blog Cozinha Fácil que também ensina o tal do alho doce que, acreditem, é incrível e dá um aroma magnífico no prato!!

Agora a nossa receita, fica aqui 😉

Ingredientes para 4 porções como a da foto

1 xícara de chá bem cheia de arroz arbóreo (é importante não tentar substituir pelo arroz normal porque não dá certo, ok)

1/3 xícara de folhas de manjericão, se não encontrar o fresco use 1 colher de sopa rasa de manjericão desidratado

2 colheres de sopa de folhinhas de tomilho

1 cebola média

1 cabeça de alho

10 tomates cereja fatiados ao meio

2 xícaras de chá de cogumelos frescos picados (usei Shitake)

1 talo de alho poró fatiado em rodelas

1 taça de vinho branco

1/2 xícara de parmesão ralado

1 litro de água

1 tablete de caldo de legumes

azeite

Modo de fazer:

Alho Doce:

Coloque a cabeça de alho inteira em uma assadeira e leve ao forno à 200 graus por aproximadamente 20 minutos, tomando o cuidado de não deixar o alho queimar.

Depois de assado a casca irá se soltar com facilidade e o alho estará doce e tenro.

Risoto:

Coloque para ferver o litro de água com o caldo de legumes dentro.

Bata no liquidificador a cebola, 2 dentes de alho (reserve da cabeça de alho que irá assar), manjericão e o tomilho e refogue em um fio de azeite.

Acrescente os cogumelos e refogue rapidamente. Adicione os tomates e o alho poró e refogue mais um pouco.

Acrescente o arroz e misture bem.

Junte o vinho e deixe apurar mexendo sem parar, quando o arroz estiver absorvendo o vinho, coloque uma concha da água com o caldo de legumes e continue mexendo.

Não pare de mexer o risoto até que esteja pronto! É importante mexer o tempo todinho!!

Vá adicionando a água conforme o arroz for absorvendo-a. Quando a água for secando é hora de colocar uma nova concha de caldo.

Repita este procedimento sem parar de mexer até que o arroz fique al dente. No meu caso eu usei todo o 1 litro fervido.

Quando estiver al dente, coloque a última concha de água, misture bem, desligue o fogo e adicione o queijo ralado e o alho doce misturando brevemente. Tampe a panela e espere 2 minutos antes de servir.

Dicas:

Mesmo que você não goste muito de alho não deixe de experimentar o alho doce!! Depois de assado ele perde todo o ardor e adicionará um aroma e sabor inacreditáveis ao risoto!

Os 2 minutinhos no final parecem frescura, mas acredite, eles são necessários para que o prato atinja a cremosidade ideal! 😉

Bom apetite!

beijinhos!

Anúncios

Pasta de Espinafre e Cogumelos

Publicado em

Quem acompanha o blog já tá mais do que careca de saber que sou apaixonada por receitas práticas e rápidas que não pecam no sabor, não é?

Essa semana, arrumando a casa e mexendo naqueles cantinhos que são verdadeiras máquinas do tempo, encontrei um livrinho de receitas vegetarianas antiiigo e fui logo salivar. Dei de cara com uma pasta de agrião com cogumelos, mas como eu não gosto muito de agrião e não tinha alguns dos ingredientes em casa, resolvi apenas me inspirar. O resultado foi fantástico de bom!!!

É uma pasta leve e de sabor agradável que leva coalhada no lugar da maionese ou requeijão.

Ingredientes:

1 molho de espinafre (equivalente a mais ou menos 2 copos de folhas de espinafre)

2 xícaras de cogumelos frescos picados em tiras (usei Shitake)

1 copo de 200ml de coalhada desnatada

1 cebola pequena

2 dentes de alho picados ou esmagados

2 colheres de mostarda (usei a mostarda com mel da Hemmer que é delícia)

2 colheres de shoyu

1/3 xícara de manjericão fresco

2 colheres de azeite

Modo de Fazer:

Refoguei o alho e cebola no azeite, juntei os cogumelos e refoguei até ficarem macios. Juntei o espinafre e refoguei por 1 minuto, apenas para que as folhas murchassem levemente.

Depois é só colocar o refogado com os demais ingredientes no liquidificador ou processador e bater até ficar homogêneo.

Leve para gelar por, pelo menos, 2 horas antes de servir.

Muito bom com pão de forma integral, sírio e torradas.

Beijinho e boa semana!

A Saga Do Cheesecake: O Cheesecake dos Meus Sonhos

Publicado em

Pensem em uma pessoa feliz!!

Já fazia tanto tempo que eu vinha tentando achar a receita perfeita de cheesecake que eu já não aguentava mais ver cream cheese na frente!

Eu não sei, mas acho que a melhor explicação para mim é que sou fresca mesmo! Sabe quando você enfia uma idéia na cabeça e não sossega enquanto não resolve isso? Eu estava assim, nenhuma receita era boa o bastante porque eu já estava com o exato cheesecake que eu queria fazer na cabeça, mas faltava a receita.

Em uma de minhas andanças nos inúmeros sites de receitas que acompanho, dei de cara com aquela que parecia ser a perfeita, o “the one”, o “my precious” dos cheesecakes no site Joy of Baking (que é excelente, por sinal), mas quando li que era necessário 1 kg (Ummmmmmm kilooooooo) de cream cheese, resolvi deixar pra lá e segui a vida!

Eis que há umas 2 semanas encontrei a bendita receita sendo colocada em prática em outro blog que adoro, o A Cozinha Coletiva, e decidi que iria tentar, mas usando 600g e não UMMMM KILOOOO!

O resultado? Da pra ver nas fotos e imaginar, mas para quem não tiver uma imaginação tãooo fértil eu digo: Foi o melhor cheesecake que já comi na vida!!!!

A receita ficou diferente pela quantidade do ingrediente e porque ao invés de usar o creme azedo para cobrir fiz uma caldinha deliciosa de frutas.

Ingredientes:

Massa:

Um pacote de 200g de biscoito maizena

1/4 de xícara de açúcar refinado

1/2 xícara de manteiga derretida

Creme:

600g de cream cheese em temperatura ambiente

1 xícara de açúcar refinado

3 colheres de sopa de farinha de trigo

5 ovos

1/3 de xícara de creme de leite

raspas de 1 limão

1 colher de chá de extrato de baunilha

Modo de Fazer:

Massa:

Triture os biscoitos no liquidificador até ficar bem triturado e fino.

Misture o açúcar e depois a manteiga derretida.

Espalhe em uma forma de aro removível (usei uma de 23cm de diâmetro) tanto no fundo quanto nas beiradas. A camada de massa de biscoitos ficará bem fininha, mas é assim mesmo, e as beiradas com massa terão uns 3cm de altura.

Tampe com um plástico e leve à geladeira enquanto faz o creme.

Creme:

Primeiro bati na batedeira o cream cheese até ficar cremoso, adicionei o açucar e a farinha e bati mais até ficar homogêneo. É importante ir raspando as laterais, pois o cream cheese tende a acumular e grudar nas paredes da tigela e, assim, o creme não ficará homogêneo.

Ainda batendo, adicione os ovos um a um, e bata por alguns segundos entre um ovo e o outro.

Coloque os restantes dos ingredientes e bata até misturar bem.

O creme estará com algumas bolhas na superfície.

Coloque o creme na assadeira com cuidado para os biscoitos não se soltarem e leve ao forno pré aquecido a 170 graus.

Agora vem o truque eu eu vi la no link do A Cozinha Coletiva que eu postei acima. A técnica é do Richie, o escritor do blog, e ajudou a deixar o cheesecake perfeito, branquinho e massudinho:

Você vai levar o cheesecake ao forno pré aquecido a 170 graus e deixá-lo assar por 15 minutos, depois desse tempo você irá abaixar a temperatura para 120 graus. Como os fornos convencionais só chegam à temperatura de 120 graus, o Richie dá a dica de forrar o fundo do forno com uma assadeira grande.

Feito isso, eu deixo ele assar por 1:20h.

Agora vem o meu truque!!

Desligo o forno e não abro a porta, não mexo no cheesecake!!!

Mexer pra que, minha filha?? Deixa o coitado quieto lá dentro!!! Larga ele lá por umas 5 horas ou mais, para que ele esfrie bem!!

O que acontece é que, se você abrir a porta do forno ou balançar a assadeira, o seu cheesecake irá murchar!!

Então deixa ele lá dentro quieto que você vai ver, no dia seguinte ele vai estar lá, lindo, enorme!! Ok?!

No dia seguinte você pode levá-lo à geladeira por umas 2 horinhas e aí tirá-lo da forma e colocar uma calda ou geléia por cima.

Dá pra comprar uma geléia de morango ou de framboesas, amoras, cerejas… e colocar por cima, mas se você quer fazer uma calda linda e saborosa como essa, aqui fica a receita:

Ingredientes:

Duas xícaras de frutas vermelhas (usei morangos e mirtilos)

2 colheres de açúcar refinado

3 colheres de vinho tinto

Modo de fazer:

Misture as frutas e o açúcar e leve ao fogo baixo até começar a formar uma calda. Adicione o vinho e deixe apurar. Depois deixe esfriar antes de colocar no cheesecake.

Para dar esse efeito marmorizado por cima é fácil, fácil!

Espalhei por cima da torta umas 3 colheres de creme de leite até fazer uma camada fininha. Depois coloquei colheradas de calda por cima e, com a ajuda de um palitinho de madeira fui misturando os dois, fazendo esse efeito marmorizado.

Podem fazer e experimentar sem medo!! A receita fica carinha mas eu juuuuuuro que vale a pena!! Fica bom demais!!!!!

A textura é incrível, massudinha mas aerada ao mesmo tempo!

Boa semana para vocês

Beijinhos

Bolinho de Mandioca

Publicado em

Não sou muito de frituras, mas adooooro um bolinho de mandioca (aipim) quentinho e derretendo na boca!!

É rápido de fazer, a massa fica sequinha e dá para rechear com o que quiser. Gosto de rechear com um pedaço de queijo ou então com um recheio de carne de soja, como esse aqui.

 

Ingredientes:

1 kg de mandioca cozida já com sal e espremida (aquela que fica branca quando cozida, pois a amarela fica muito mole)

2 colheres de maionese

1 pitada de sal caso necessário

farinha para modelar

Modo de fazer:

É só misturar tudo, menos a farinha. Pegar pedaços de massa, rechear e rolar na farinha apenas para ajudar a modelar.

Depois é fritar em óleo bem quente até dourar!

É importante que a mandioca esteja firme e sequinha depois de cozida, caso contrário o bolinho ficará muito mole e você não conseguirá enrolar sem usar muita farinha de trigo e ele poderá desmanchar na hora de fritar. Por isso use a mandioca que fica branca após cozida que é própria para bolinhos.

Bom fim de semana!

 

Pão de queijo rapidinho

Publicado em

Hello people!

Não disse nada por aqui antes, mas passei essa semana viajando e o blog acabou ficando meio abandonadinho!

Mas o layout é novo, hum hum!!

Cheguei esta madrugada, então a cabeça ainda está meio lenta… vou deixar uma receita aqui rapidinho e durante a semana conto melhor  como estão as coisas!

Essa receita de pão de queijo não é a receita mineira tradicional, mas é bem rapidinha e mata bemm a vontade naqueles dias com preguiça de mais e tempo de menos!

Ingredientes:

2 caixinhas de creme de leite

2 copos de queijo ralado (gosto de usar o Minas meia cura)

2 copos de polvilho azedo

1 ovo

1 pitada de sal

Modo de Fazer:

Misturar tudo e fazer as bolinhas! LOL

Eu sempre bato o ovo com um garfo ou fouet e depois misturo o resto, vejo se o sal é suficiente e pronto! Faço bolinhas e coloco em uma assadeira untada com espaço entre um pão de queijo e outro e asso em forno médio até dourar.